Publicidade

LightBlog

Águas Lindas de Goiás - Uma Visão Histórica da Cidade

Foto: Marilia Lima/CB/D.A Press - Correio Braziliense.


No início da década de 70 nascia a cidade de Ceilândia que ficava ao norte da cidade satélite de Taguatinga, durante o processo de erradicação das favelas existentes próximo à Brasília, Capital da República, mais precisamente em torno do Núcleo Bandeirante, a cidade onde morei por 30 anos.

Foi também nesta época na metade dos anos 70 que começou a expansão das ocupações irregulares de terras no Distrito Federal - devido ao programa de assentamento de populações de baixa renda - com a criação de novos bairros em algumas cidades satélites, o que atraiu muitas pessoas especialmente do Norte e Nordeste do Brasil.

Um dos maiores municípios goianos que começou a receber parte destes migrantes foi Luziânia, visto que parte do território do DF pertencia a esta região na saída sul pela BR 040, o caminho para Belo Horizonte e Rio de Janeiro. O distrito de Santo Antônio do Descoberto pertencia a Luziânia e ficava na saída de outra rodovia, a BR 060 que passava pela capital goiana na direção de São Paulo.

Santo Antônio do Descoberto foi emancipado na década seguinte em 1982 devido ao crescimento populacional originado nos anos anteriores com a chegada de centenas de famílias que saíram do Núcleo Rural de Taguatinga, na área que hoje é a cidade satélite de Sambambaia. A década de 70 foi marcada pela Campanha de Erradicação das Invasões criada pelo Governo do Distrito Federal e foi da sigla deste programa – CEI – que surgiu o nome de Ceilândia.

Neste período eu gerenciava uma das fábricas do meu pai em Taguatinga Norte atuando diretamente nestas novas cidades que surgiam em toda a região do DF e do Entorno atendendo aos mercados de Luziânia, Alexânia e Cocalzinho. E foi com esta atividade que presenciei o surgimento do que seria futuramente a cidade de Águas Lindas de Goiás.

O trajeto até Cocalzinho de Goiás era feito pela BR 070 e as viagens eram realizadas uma vez na semana pela estrada de cascalho visitando os povoados. Era uma aventura, muito gratificante em razão das inúmeras amizades que fazia pelo caminho, algumas com fazendeiros da região, onde sempre tinha a alegria de receber o convite para um almoço.

Depois de sair da Ceilândia e passar pela Barragem do Rio Descoberto, a rota indicava apenas a direção para Cuiabá, MT e para um povoado mais próximo do DF, conhecido como Cidade Eclética. Era a primeira estrada logo depois da Barragem na BR 070. Este pequeno povoado era muito conhecido pelos habitantes do DF por ter sido fundado por uma entidade religiosa que atendia a população local e a de Brasília, onde existiam muitas pessoas místicas e esotéricas.

A Cidade Eclética disputava a atenção de Brasília com outra cidade do norte goiano, Alto Paraíso de Goiás, que também era uma rota de peregrinação espiritual do Centro-Oeste do Brasil. E a própria Brasília tinha uma aura mística por ser considerada a capital do novo milênio. Por este motivo, o povoado de Santo Antônio do Descoberto era muito procurado e visitado, o que ajudou no crescimento populacional da região.

Lembro que no final da década de 70 e início de 80 era possível se ver apenas umas quatro casas de madeira na beira da rodovia BR 070 bem próximas à entrada da GO 547 que ligava à Cidade Eclética e todo o restante da paisagem era formada por puro cerrado. Já em meados de 80 mais casas começaram a ser construídas ao longo da rodovia de forma desordenada e a instalação de um grande supermercado na região consolidou a fixação dos novos habitantes no Parque da Barragem, como o loteamento era conhecido na época.

A mudança política em Brasília afetava diretamente as regiões do Entorno do Distrito Federal na década de 80 e a explosão imobiliária na Capital ocasionou a mudança das classes de baixa renda para a periferia do DF afetando diretamente o município de Luziânia que assistiu o desmembramento do seu território em várias cidades como Cidade Ocidental, Valparaíso de Goiás, Novo Gama e Santo Antônio do Descoberto.

Em consequência disso o bairro do Parque da Barragem também se emancipou em 1995, se tornando a cidade de Águas Lindas de Goiás, o mais novo município da região.

E você, qual lembrança tem desta época?

Mande uma mensagem contando a sua história e coloque as fotos que tem da época e da região e veja suas lembranças publicadas em nosso site.


Postar um comentário

0 Comentários